top of page
Buscar Questão

Digite um trecho da questão com 3 até 10 palavras. Evite equações ou fórmulas. Clique em 'Buscar Questão'.

Específica Title

Específica Title

Específica Title

Vestibular

Questão

Nível

Enviar

Errou

Acertou

Ainda não fez

Gabarito

Avisos

O gabarito dessa questão ainda não foi cadastrado em nosso banco de dados.
Desculpe-nos pelo transtorno.

Essa questão ainda não possui resolução comentada.

pdf_001.png
Um dos tipos de transportes mais sensíveis na área farmacêutica é o de produtos biológicos, que incluem todos os tipos de vacinas. A temperatura é o aspecto mais vulnerável e um dos principais fatores que podem impactar a estabilidade de uma vacina. Para alguns tipos, o congelamento é proibido, pois pode levar à perda de eficácia. Já outros são abalados por exposições a temperaturas mais elevadas. Em todos os casos, a temperatura de controle deve estar entre 2 ^oC e 8 ^oC.
\begin{flushright}
\begin{footnotesize}
(Marcelo de Valécio. ``Tranportes de vacinas – O que você precisa saber''. www.ictq.com.br. Adaptado.)
\end{footnotesize}
\end{flushright}
Suponha que um determinado lote de vacinas, com massa de 500 g e calor específico igual a 0,82 cal/(g \cdot ^oC), esteja, em um dado momento, à temperatura ambiente de 20 ^oC. Deseja-se transportar esse lote em um recipiente térmico de modo que a temperatura das vacinas fique dentro do intervalo de controle. Para isso, coloca-se no recipiente uma quantidade de gelo fundente a 0 ^oC, cujo calor latente de fusão é 80 cal/g. Sabendo que o calor específico da água líquida é 1,0 cal/(g \cdot ^oC) e admitindo que haja troca de calor somente entre as vacinas e o gelo, a massa máxima de gelo que pode ser colocada no recipiente térmico para que a temperatura das vacinas fique na temperatura de controle de 2 ^oC é igual a
\begin{multicols}{2}
\begin{enumerate}[label=(\Alph*)]
\item 40 g.
\item 100 g.
\item 60 g.
\item 90 g.
\item 400 g.
\end{enumerate}
\end{multicols}
stripBackgroudGeral.png

Avisos importantes...

bottom of page